IBN Coaching

Artigo sobre a psicossomática do Câncer

O Câncer Como Fruto da Psicossoma

Você sabia que a maneira que você encara a vida e lida com as suas emoções pode estar diretamente relacionada com o desenvolvimento de doenças? E que o câncer pode ser fruto da psicossoma?

Entender como as doenças psicossomáticas são desencadeadas é fundamental para que possamos também compreender como nossas emoções podem causar doenças em nosso corpo físico.

Nessa perspectiva, este artigo com a contribuição da Patologista Bianca Furian traz informações importantes para que você possa entender um pouco mais sobre a somatização das emoções. E também, como elas podem causar doenças como o câncer. Acompanhe e entenda quais são as opiniões de alguns especialistas e quais as melhores formas de superá-las!

O que são doenças psicossomáticas?

As doenças psicossomáticas são desequilíbrios emocionais que através da somatização afetam também o funcionamento dos órgãos do corpo. Essa somatização das emoções provocam múltiplas doenças físicas, e que podem surgir em diferentes partes do corpo, causando até mesmo doenças como o câncer.

O verbete “psicossomática” no Dicionário de Psicanálise de Roudinesco e Plon (1998) refere-se à origem e à paternidade da medicina psicossomática. “Nascida com Hipócrates, a medicina psicossomática concerne simultaneamente ao corpo e ao espírito e, mais especificamente, à relação direta entre soma e psiquê. Descreve a maneira como as doenças orgânicas são provocadas por conflitos psíquicos, em geral inconscientes.” (p.624).

Resumindo, as nossas emoções e sentimentos são fortes pilares para a construção do seu ser. Elas são tão poderosas que podem provocar doenças ou mesmo mudanças corporais. Já ouviu falar em gravidez psicológica? E quanto ao câncer? Será ele também fruto de sentimentos e coisas mal resolvidas?

Continue acompanhando a leitura e entenda um pouco mais.

Casal deitado na cama de costas um para o outro, representando a questão de coisas mal resolvidas que podem causar doenças psicossomáticas

Psicossomática, Psico-Oncolongia e Câncer: o que dizem os especialistas?

A especialista Janaína Morais, doutoranda do programa de pós-graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), explica que se a gente passa por situações traumáticas ou um estresse contínuo, o nosso corpo passa a produzir determinado tipo de hormônio continuamente, e isso gera uma resposta muitas vezes negativa, que vai acumulando aquele tipo de energia. 

“Teorias de que as doenças são causadas por estados mentais e podem ser curadas pela força de vontade são sempre um sinal de como o aspecto físico de uma doença é mal compreendido.”

A frase é da escritora norte-americana Susan Sontag, em seu livro A Doença como Metáfora (2007, p. 19) .

“As doenças psicossomáticas são determinadas por moções inconscientes. O sofrimento psíquico, portanto, estaria na base das somatizações. Os fenômenos psicossomáticos revelam uma constelação de fatores psíquicos”, ressalta a psicóloga e especialista em Oncologia Multiprofissional pelo Hospital Israelita Albert Einstein, Angela Borba Jung em seu artigo Reflexões acerca da oncologia, psicanálise e psicossomática.

Numerosos trabalhos exploraram fatores genéticos, ambientais, sociais e psíquicos que poderiam ser associados à eclosão do câncer, na busca de uma relação de causa e efeito, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer, Inca, 2010.

mulher deitada com expressão de dor. Psicossomática, Psico-Oncolongia e Câncer: o que dizem os especialistas?

Psicossomática e câncer: as emoções causam a doença?

Já sabemos que fatores hereditários e as escolhas que fazemos no nosso dia a dia desde a alimentação, hábitos e vícios tem grande participação no surgimento de doenças e influenciam na atuação do nosso sistema imunológico. Porém, não é somente o que você escolhe externamente que conta, mas sim um conjunto de fatores, onde a sua dieta mental e como você encara a vida podem ser fundamentais. 

Pesquisas relatam que pessoas com tendência a se irritar facilmente, serem impacientes e agressivas apresentam um aumento na taxa de doenças cardiovasculares como o infarto, por exemplo. Da mesma forma,  pessoas que se colocam em segundo plano, alimentam um sentimento de impotência diante das adversidades, sempre fazem o que esperam delas e não o que realmente gostariam de fazer, apresentam uma maior tendência a desenvolver o câncer. Alguns estudiosos relatam, inclusive, que o surgimento de um câncer seria uma tentativa de matar o falso “self”. Seria o preço a se pagar por viver uma vida longe da sua verdade e da sua essência.

Como lidar com as emoções?

Isso tudo nos mostra que não é o estresse em si que favorece a progressão de doenças e sim a nossa maneira de responder a ele. Você já se perguntou como seria escolher mais tranquilidade e trazer mais autenticidade para sua vida? 

Lembre-se que de nada adianta perder a cabeça e surtar. Você não é para todos, você é único. Pare de tentar agradar a gregos e troianos, de querer ser quem você acha que os outros gostariam que você fosse. Aprenda a se aceitar pelo que você é! Não existe nada mais libertador e vivo! E aí…o que você quer viver? 

Duas mulheres segurando uma fita rosa. Como lidar com as emoções que causam o câncer de forma psicossomática?

Quer entender mais das suas emoções, aprendendo a lidar com elas e não permitindo que elas te levem às doenças do corpo? Acompanhe os nossos treinamentos.

Quando você entende melhor a si mesmo, tudo fica muito mais simples e fácil de ser compreendido. A somatização por conta de suas emoções podem te causar sofrimento muito além do que você imagina. Porém, há como controlar suas emoções de forma efetiva e não permitir que isso aconteça na sua vida.

Clique aqui e venha conversar conosco e descubra como os treinamento do IBN Coaching podem ser a luz para uma vida muito mais feliz e saudável emocional e fisicamente!