IBN Coaching

Mulher recostada na parede com os braços cruzados com medo de ficar sozinha

Medo de ficar sozinho: dicas para superar a solidão e a monofobia

O medo de ficar sozinho pode ser mais comum do que você imagina. Para algumas pessoas ficar sozinho é algo normal, para outras pode ser desafiador. A grande verdade é que seja em maior ou menor grau, todos nós temos um receio de ficarmos sozinhos. 

Também conhecida como monofobia ou autofobia, o medo de ficar sozinho não necessariamente está ligado ao fato da pessoa estar só. Ela pode simplesmente imaginar criar de forma mental uma ocasião onde se sente sozinha, que acaba desencadeando as sensações que essa fobia traz. Alguns exemplos disso são o nervosismo, o estresse, a aceleração cardíaca, a sensação de vulnerabilidade entre outras. 

Para essas pessoas, ficar sozinha é algo extremamente horrível. Em diversas situações, elas  buscam a companhia de alguém ou de algo para diminuir a sensação de medo, como por exemplo deixar a TV ligada. 

POR QUE SENTIMOS MEDO DE FICAR SOZINHOS? 

Vamos voltar um pouco à história. Há milhões de anos nos tempos das cavernas, a humanidade aprendeu que se ficasse em grupo teria mais chances de sobreviver. Com isso, formaram-se as tribos. Porém, para poder seguir com a espécie, quando um integrante da tribo adoecia ou de alguma forma tornava-se fraco, ele era deixado pelo grupo e acabava virando um alvo fácil dos predadores. Ou seja, ficar sozinho nesse caso significava a morte. 

Mesmo hoje, após milhares de anos, o nosso cérebro reptiliano (que é o cérebro instintivo) tem esse conceito gravado. Ainda que, racionalmente falando, a gente saiba que se alguém vive sozinho não necessariamente ele vai morrer, o nosso instinto pode trazer à tona os sentimentos e reações que infligem em nós a emoção do medo. Isso, para que tomado dessa emoção, a gente busque um grupo que nos aceite. Parece loucura, não é mesmo? 

O livro Sapiens (o nascimento da humanidade) do autor Yuval Noah Harari explica de forma muito inteligente como os conceitos da pré-história ainda refletem nos comportamentos que temos nos dias atuais. O livro conta a história da humanidade desde o surgimento do Homo Sapiens como espécie, a ascensão da escrita e etc. Sapiens está dividido em três partes: A Revolução Cognitiva, Revolução Agrícola e a Revolução Científica! Nele é abordado questões sociológicas, antropológicas e psicológicas da sociedade humana.

Portanto, o medo de ficar sozinho está diretamente ligado com o nosso instinto de sobrevivência. Contudo, quando você se sente seguro internamente e tem inteligência emocional, a tendência é que esse medo não te aflija. 

Mulher sentada no sofá com medo de ficar sozinha

POR QUE É BOM FICAR SOZINHO?

Ficar sozinho te permite cuidar do seu desenvolvimento pessoal, reorganizar suas ideias e elaborar novas. Além disso, possui diversos benefícios como te levar a uma auto reflexão capaz de aliviar o seu estresse e fazer uma higienização mental.

Pesquisas sugerem que o isolamento social e a solidão aumentam o risco de doenças cardíacas, obesidade, ansiedade, depressão, doença de Alzheimer, pressão alta e até morte precoce.

Porém, essa mesma pesquisa também mostra que cada vez mais há benefícios reais em ficar na sua própria companhia. Fazer as coisas sozinho permite que você desfrute de atividades que você ama no seu próprio ritmo e no seu próprio caminho. Através de atividades solitárias, você aprende mais sobre si mesmo e reflete sobre suas experiências.

5 COISAS PARA FAZER QUANDO SE ESTÁ SOZINHO

O medo de ficar sozinho não se apresenta igual para todos. Porém, como você viu, ficar sozinho pode ter seus benefícios. Aqui trouxemos algumas dicas do que fazer quando estiver sozinho. Fazendo uso desses benefícios você será capaz de lidar muito melhor com a sensação de ficar sozinho que o medo pode te causar.

Tire um tempo consigo mesmo

Aproveite esse tempo sozinho para descansar a sua mente. Busque atividades que te deixem relaxado, tais como meditação, yoga e leitura. Busque sair da frente das telas e ter um tempo com você. 

Cuide de si mesmo

Aproveite também para cuidar de si: se arrume, faça uma limpeza de pele, hidratação nos cabelos, ou o que fizer sentido para você. A ideia aqui é que você possa aprender a curtir a sua própria companhia. 

Prepare algo especial para você mesmo

Pense em uma pessoa que você gosta muito, imagine que ela está vindo te visitar, o que você faria? Limparia a casa? Faria uma comida especial? Pensaria em uma programação legal para fazerem juntas? Então, imagine que essa pessoa é você e faça por si mesmo o que você faria para essa pessoa especial. Afinal, as pessoas gostam de estar com pessoas que amam e se cuidam. 

Leia um bom livro

Às vezes podemos nos sentir sozinhos mesmo estando rodeado de pessoas. Ou podemos nos sentir bem apenas com a companhia de livro. Isso acontece porque mentalmente estamos modificando a forma como percebemos o mundo. Um monge que está fazendo meditação em um local isolado pode se sentir muito bem, talvez percebendo apenas que está na companhia da mãe natureza. O mesmo acontece com a leitura do livro, onde você pode conversar mentalmente com o autor ou apenas mergulhar na narrativa dele. A verdade é que de certa forma nós sempre estamos conectados, por isso quando você aprende a mudar a sua percepção do mundo, percebe que nunca está sozinho de verdade.

Faça uma auto reflexão

Um detalhe interessante que pode fazer a gente querer não ficar sozinho é a fuga das próprias emoções, do que realmente está acontecendo dentro de nós. Nesse caso, ao invés de buscar o autoconhecimento, a pessoa pode buscar rotas de fuga como os prazeres de curto prazo (álcool, cigarro, drogas ilícitas, etc). Contudo, para solucionar isso é importante olhar para si, olhar para as suas feridas e poder curá-las. Ou mesmo olhar para os pontos fortes para poder quantificá-los. Ficar sozinho traz uma ótima oportunidade para refletir sobre tais pontos. 

Mulher sentada na varanda com as pernas para cima aproveitando um momento sozinha consigo mesma

Quando estamos em grupo, muitas vezes somos obrigados a fazer o que grupo quer que façamos. Porém, quando estamos sozinhos nos tornamos detentores do poder de decidir fazer o que realmente gostamos. Por isso, aproveite ao máximo o tempo consigo mesmo para fazer o que te deixa feliz! 

Essas foram algumas dicas sobre como ficar sozinho de forma saudável. Se você conseguir seguir algumas delas, será capaz de ressignificar o que ficar sozinho representa para você. Dessa maneira, passará a usar o medo no positivo, ou seja, vai começar a planejar, e com certeza a sua vida terá muito mais qualidade. 

Se você quer aprender a como dominar as suas emoções de forma ainda mais assertiva, se auto conhecendo e entendo quais são os seus pontos fortes e fracos, quais os pontos a melhorar e como melhorá-los, venha fazer parte de um dos nossos treinamentos